Notícias da gleb

Protocolo de Retorno às Reuniões

Objetivos:

  • Definir um conjunto de medidas para abertura das sessões ritualísticas das Lojas jurisdicionadas à GLEB.
  • Gerar um documento que oriente o protocolo de desinfecção das áreas utilizadas;

  • Estipular normas extraordinárias para disposição e tratamentos nas sessões ritualísticas;

  • Estabelecer novas condutas temporárias para minimizar o risco de infecção entre os irmãos.

Justificativa:

O novo cenário pandêmico causado pelo Coronavírus não tem previsibilidade de findar. Mesmo com a evolução das pesquisas referentes ao tratamento e à vacinação para a COVID-19, não temos uma segurança para o retorno das nossas atividades normais, contudo é sabido que atitudes pessoais minimizam o contágio entre indivíduos.

Este vírus ainda circula na nossa sociedade, gerando mutações epigenéticas. A literatura atual estudada é soberana no que se refere a imunidade gerada pela vacinação. É percebida a flexibilização das medidas restritivas na sociedade mediante a obtenção da  imunização completa, observado isso em países onde já se foi obtido o percentual de 50% da população imunizada. Contudo, em estudos de controle, notou-se maior segurança para a  população quando esta taxa for superior a 75% da imunização completa da sua população, justificando a preocupação da manutenção das medidas ainda restritivas nas nossas Lojas.

Mesmo sabendo que as Lojas não podem permanecer fechadas de forma indefinida, devido à incerteza do final desta pandemia, protocolos mais seguros devem ser adotados com o intuito de melhorar a segurança dos Irmãos. Desta maneira, se justifica a realização desse novo protocolo de retorno às reuniões.

Metodologia:

Por meio de uma revisão de literatura através de sites oficiais como o da Organização Mundial da Saúde, do Ministério da Saúde, da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia e de alguns municípios, associado ao auxílio de professores universitários da área da saúde, foi confeccionado o presente protocolo.

As medidas constituirão um rol de ações mínimas e obrigatórias a serem realizadas, às quais todas as Lojas terão acesso e, cada uma delas, considerando suas particularidades regionais, poderão acrescentar outras ações que julgarem necessárias, sempre em busca da proteção dos Irmãos.

Medidas de Segurança:

Normas de conduta durante a reunião;

Para que ocorra a reabertura, a Loja terá que ter 50% dos Irmãos completamente vacinados (segunda dose – vacina Oxford-AstraZeneca, Coronavac, Pfizer, Sputnik V ou dose única – vacina Janssen);

  • Antes da abertura das atividades da sua loja, o Venerável Mestre emitirá uma declaração nominal com a lista dos Irmãos completamente imunizados até o dia 15/08/2021, devendo também considerar o decreto municipal;
  • Cada Irmão só poderá participar da reunião, 15 (quinze) dias após a data da sua imunização completa, segundo a bula de cada imunizante. Ressalta-se que cada Venerável Mestre será responsável por essa atualização das listas de participantes da reunião;
  • O retorno às reuniões presenciais ritualísticas será autorizado a partir da data específica, com capacidade de 50% do templo, respeitando o distanciamento de 01 (um) metro entre os Irmãos, ou seja, entre cada participante deverá ter duas cadeiras vagas. As demais reuniões deverão ocorrer virtualmente;
  • O altar do Venerável Mestre obrigatoriamente constará com apenas sua cadeira. O Venerável de Honra ficará fora do altar, do lado esquerdo do Venerável, e o Delegado ou outros deverão ficar do lado direito, fora do altar;
  • Os Oficiais adjuntos deverão guardar o distanciamento citado no item 4;
  • O Primeiro Esperto se sentará na coluna do norte, estando um pouco afastado do Primeiro Vigilante, respeitando o distanciamento descrito no item 4, assim como Segundo Diácono deve manter o afastamento;
  • A transmissão da palavra sagrada será feita discretamente respeitando o distanciamento descrito no item 4;

  • Obrigatoriamente, TODOS terão que estar usando máscara da maneira correta, preferencialmente do tipo PFF2 ou N95 (sem respirador), onde a mesma deverá estar bem adaptada na face, cobrindo do nariz ao queixo, inclusive durante o uso da palavra;

  • O uso da máscara será sempre obrigatório em qualquer ambiente que o irmão circule;

  • Ficam proibidos: abraço, ósculo e aperto de mão fraternal;

  • A higienização das mãos deverá ser feita constantemente, com a lavagem com água corrente e sabonete, associada a fricção das mãos com álcool em gel à 70%, iniciando pelo enxágüe das mãos e colocação de quantidade de sabão líquido suficiente para realização do procedimento. A lavagem deve envolver todas as partes da mão (palma, dorso, entre dedos, polegar e unha) incluindo os punhos. A secagem deve ser feita, obrigatoriamente, com papel toalha que deve ser descartado imediatamente após o seu uso em lixeira com tampa, acionada por pedal;

  • Deverá ser proibida a intervisitação;

  • Iniciação, elevação e exaltação devem respeitar todas as normas descritas neste protocolo;

  • Os Irmãos portadores de comorbidades sistêmicas ficam dispensados de comparecer às reuniões, sem prejuízos na sua freqüência, sendo que para os mesmos é aconselhado o isolamento social por este período;

  • Os Irmãos que apresentarem sintomas associados à COVID-19, confirmado ou não o seu diagnóstico; que tiver confirmação de COVID-19 nos últimos 15 dias sintomático ou não; e que tiver contato com algum indivíduo com diagnóstico ou suspeita de COVID-19 nos últimos 15 dias, estão TERMINANTEMENTE PROIBIDOS de frequentar as reuniões;

  • Ficam proibidos Ágapes fraternais, assim como jantares maçônicos ou qualquer tipo de confraternização no interior das lojas;

  • Cada Irmão deve estar com seu próprio ritual, pois está proibido o seu compartilhamento;

  • Na assinatura do livro de freqüência, deverá ser respeitado o distanciamento como descrito no item 4, devendo cada Irmão higienizar as mãos antes e depois da assinatura, usando a sua própria caneta, estando proibido o seu compartilhamento;

  • Deverá ter álcool em gel à 70% no altar da bíblia, onde o Irmão higienizará as mãos antes e depois do manuseio da bíblia;
  • Ressalta-se que todos os instrumentos e ornamentos da Loja serão obrigatoriamente higienizados antes da reunião;
  • As lojas que possuem ordens paramaçônicas e altos corpos, só serão autorizadas a se reunir respeitando as normas descritas neste protocolo;

  • Sugere-se que evitem caronas entre os Irmãos;

  • Estão proibidas festas, sessões conjuntas, sessões magnas com convidados, comemorações, ágapes e quaisquer outras ações que possam gerar aglomerações;

  • O registro de presença será garantido para todos, independente de participarem dos trabalhos;

  • As reuniões devem ter o tempo de no máximo de 01:30h, deixando palestras, assuntos administrativos e burocráticos para reuniões virtuais;

  • É necessária a higienização dos paramentos e instrumentos que necessite manuseio de qualquer natureza;

  • É fundamental a triagem na recepção dos Irmãos, medição de temperatura com termômetro infravermelho, mantendo o distanciamento social de 1,0 metro e identificação de quaisquer sintomas que possam sugerir contaminação pelo coronavírus, dessa forma o obreiro deve retornar para casa.

Caso o obreiro apresente sintomas, mesmo que leves (dor de garganta, dor no corpo, febre, diarreia, dentre outros) que possam sugerir contaminação pelo coronavírus, o irmão deve, de forma preventiva, comunicar ao Venerável Mestre e não ir à Loja, além de procurar o mais breve possível orientação médica para diagnóstico correto;

A quarentena deve ser de 15 dias, a contar da data de aparecimento dos sintomas e/ou diagnóstico;

  • O irmão, que porventura, apresentar quaisquer sintomas associados à COVID-19, após comparecimento na reunião, deve comunicar ao Venerável Mestre para que todos os presentes também sejam informados, com o objetivo de monitorar e evitar a propagação da infecção;

  • É importante abrir os portões da Loja quinze minutos antes da reunião, para que os irmãos possam ir adentrando direcionados ao Templo, evitando dispersão e contato físico no átrio;
  • Quando possível, manter as portas dos templos abertas, fechando apenas a que estiver em maior distância (átrio ou sala dos passos perdidos).

Normas e cuidados de higienização do templo;

  • A cada reunião, todo o templo deve ser higienizado com solução de hipoclorito de sódio 0,05% (água sanitária), respeitando a proporção de 10 litros de água para 250 ml da solução de hipoclorito de sódio. Deve-se higienizar: chão, mesas, cadeiras, bancadas, chaves, maçanetas, interruptores, espadas, malhetes, bastões, mastro de bandeiras e outros;

  • Os sanitários deverão ser higienizados com a solução de hipoclorito de sódio 0,1%, respeitando a proporção de 10 litros de água para 500 ml da solução de hipoclorito de sódio;
  • Os filtros dos aparelhos de ar-condicionado devem ser trocados e utilizar bactericidas próprios, conforme orientação dos fabricantes;

  • Devem ser adotadas lixeiras com tampas acionadas por pedal;

  • Serão afixados cartazes informativos sobre prevenção da doença;

  • As lixeiras devem ter sacos plásticos para retirada do lixo, logo após às reuniões (destinação adequada);

  • Ampla divulgação do Protocolo de Retorno.

Responsabilidades:

  • O Venerável Mestre e suas Luzes são responsáveis pela implantação e fiel cumprimento do referido protocolo.
  • As Lojas receberão visitas do delegado para fiscalização dos itens do protocolo, de forma que, se constatado algum descumprimento, a referida Loja será suspensa de reuniões presenciais.

Financiamento:

Os custos serão de responsabilidade de cada irmão presente e da loja, na forma indicada a seguir;

Aporte da Loja

  • Obtenção de álcool gel à 70%;

  • Confecção de cartazes/banners educativos sobre a COVID-19;

  • As Lojas arcarão com os materiais relacionados às tarefas de higienização, implantação, coordenação e controle, necessários para o cumprimento deste protocolo.

Aporte do irmão

  • Cada irmão será responsável pela sua máscara;

  • Compra de medicamentos para a COVID-19, caso necessite e sob orientação médica;

  • Caso necessite de exames complementares, procurar um profissional de saúde para diagnóstico e/ou tratamento.

 

REFERÊNCIAS:

Escritório Regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde

<www.paho.org/pt/covid19>

Ministério da Saúde <www.gov.br/saude/pt-br>

Associação Brasileira de Ensino Odontológico <www.abeno.org.br> Secretaria de Saúde do Estado da Bahia <www.saude.ba.gov.br>

Rua Carlos Gomes, 108 - 6° andar - Ed. Maçônico, Dois De Julho.
CEP: 40060-330 - Salvador - BA
(71) 99695-8195
Seg-Qui 09 às 19h | Sex 09 às 18h
gleb@gleb.org.br
TOP